Agnaldo Timóteo - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Agnaldo Timóteo

Celebridades > A
Agnaldo Timóteo
“É impressionante a sensibilidade de um cão”.

Ele nasceu em Caratinga, em Minas Gerais e de lá saiu aos 15 anos para trabalhar como torneiro-mecânico em Governador Valadares.
Agnaldo Timóteo se emociona quando fala dos pais, José Timóteo Pereira e Dona Catarina Maria Passos: “Eram maravilhosos!”
Com carinho, Agnaldo nos diz um a um os nomes dos seus irmãos: -“Paulo, Cícero, José Timóteo Filho, Maria do Carmo e Rutinete. Somos seis irmãos vivos, éramos dez”.
Agnaldo Timóteo, além de dar sequência a sua carreira de grande cantor e intérprete, hoje é Vereador na cidade de São Paulo, além de já ter sido eleito Vereador uma vez no Rio de Janeiro, onde também foi eleito Deputado, por dois mandatos.

Os primeiros animais:
“Na minha casa eu já tive oito cães e como eu tinha um amigo muito especial que era o Paulo César, ele pegou aids e os cachorros morreram todos, foram todos morrendo para ver se salvavam a vida dele, não teve jeito”.

Sacha:
“Hoje eu tenho a Sacha. Ela é um espetáculo, você sabe, eu estou em São Paulo, ela está no Rio de Janeiro, eu fico uma semana sem vê-la, quando eu chego lá é uma alegria. Um cão nos proporciona essa recepção que nem sempre um ser humano sabe fazê-lo. Um cão bota para fora toda a sua emoção quando vê alguém que ama e a minha cachorrinha é assim com o Agnaldo Timóteo. Eu chego, abro logo o portão para ela ir para a praça, eu moro em frente a uma praça enorme, ela vai passear. Ela é uma cadelinha especial. Sacha tem mais de 6 anos. Pela manhã ela sobe a escada, vai para o meu quarto e pula na minha cama. Quando eu vou sair, a gente percebe claramente a tristeza dela. Ela fica amuada e eu vou lá perto e falo: -Eu vou viajar, minha filha! Ela se vira e tal, eu faço carinho, é impressionante a sensibilidade de um cão”.

O Ser Humano e os Animais:
Agnaldo nos conta, emocionado: “As pessoas que gostam sofrem muito quando perdem a companhia de um cão. Sabe quem é a companhia de cama do Silvio Santos? A cadelinha dele. Não faz necessidade na cama, sai regularmente, mas dorme na cama do Silvio. O Silvio é um homem de 75 anos, deve haver uma grande identidade com o Silvio e a sua cadelinha”.

A Clonagem de Animais:
Ele reflete e nos diz: -“Eu estou muito preocupado com esse negócio da clonagem. Quando você usa todo o avanço da ciência para que você possa cuidar de enfermidades como o câncer e a aids, por exemplo, até que a gente poderia entender, mas, imaginarmos que a humanidade possa ser preservada “ad eternum” através de clonagem, eu sou totalmente contrário. Você chega aqui, cuidou da sua parte, cumpriu o seu dever e tchau, vai embora, sobe, faz a viagem de volta, etc. Eu acho a clonagem uma coisa muito delicada e muito perigosa”.

Os Rodeios:
Agnaldo não pensa duas vezes: “-Eu acho que todo cara que trepa num touro bravo é um psicopata. Todo mundo que não respeita a vida, que brinca com a vida, quando a perde eu não lamento nada, absolutamente nada. Aquele negócio então da Espanha, as touradas, eu tenho verdadeiro pavor, aquele negócio também de bois correndo atrás das pessoas, a humanidade enlouqueceu!”.

Experiências com Animais Vivos:
Ele se surpreende em saber que ainda são realizadas experiências com animais vivos e nos responde: “Eu acho justo que se estude o cadáver para se descobrir avanços que possam trazer benefícios para pessoas enfermas, mas se são animais vivos, eu deploraria”.

O Vereador Agnaldo Timóteo:
Quisemos saber se, como vereador, Agnaldo tem algum projeto relacionado a animais que ele tenha em mente para buscar sua aprovação na Câmara dos Vereadores de São Paulo: -“Quando eu estava em campanha uma pessoa me sugeriu que eu deveria apresentar um projeto criando o cemitério para cães, aí eu conversei com algumas pessoas e elas acharam uma coisa louca, eu acho que não. Acho que tem condições e as pessoas deveriam ter o direito de enterrar o seu cachorrinho, porque o amor entre o ser humano e o animal quando existe afinidade, é tão grande quanto o amor de um ser humano por outro. Eu vou pensar nisso!”.

O que Agnaldo ainda não fez?
“A maior frustração da minha vida é jamais ter feito sucesso cantando em espanhol. Esse é um sonho que eu ainda acalento, estou com 68 anos, mas como eu canto hoje muito mais do que eu cantava há 30 anos atrás, a minha experiência hoje dá de dez a zero do que eu tinha anos atrás, então eu ainda continuo sonhando com isso”.

Recados:

De Agnaldo Timóteo para Você, nosso(a) leitor(a):
“Eu pediria que todas as pessoas que pudessem ter acesso ao Jornal Animal que entendam a necessidade de se informar sobre tudo, principalmente sobre os animais com os quais tenha afinidade. Eu acho importantíssimo o Jornal Animal e as informações que nos trás através de matérias com personalidades fantásticas como Ayrton Senna.”.

Do Jornal Animal para Agnaldo Timóteo:
“Muito obrigado pelo seu carinho, pela sua atenção com todos os nossos leitores e desejamos que você continue sua brilhante carreira como um Artista da Música e que além dos projetos para a Comunidade, também sempre se lembre de criar projetos que protejam os Animais”.

Do Jornal Animal para Você, nosso(a) leitor(a):
“Nestas nossas entrevistas, cada vez mais a responsabilidade aumenta porque queremos trazer a emoção que está em cada entrevistado da maneira mais fiel para você, nosso(a) leitor(a). Esperamos sempre poder realizar esta que é a nossa missão. Até a próxima, se Deus quiser e muito obrigado pela carinhosa leitura!”.

Sergio Valério

 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal