Dra. Camila Souza Bastos - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Dra. Camila Souza Bastos

Seções > Entrevistas > Profissionais > Pág. 01
Nesta entrevista, a médica veterinária Dra. CAMILA SOUZA BASTOS, nos traz importantes informações sobre como cuidar dos pássaros e também nos fala de seus pets.
Ela resume o seu carinho pelos animais quando nos diz: “Que os animais são os seres mais incríveis, que é preciso respeitar, cuidar, e amar, porque eles são únicos”.

1. O que a levou a estudar Medicina Veterinária?
R. Bom, aquela história que desde pequena o sonho era poder cuidar dos animais, a minha não foi diferente, ao longo do meu crescimento sempre estive em contato com os animais e a forma de retribuir tanto afeto e carinho foi me graduar na Medicina Veterinária, para que pudesse cuidar e confortar aqueles que ainda sofrem com a crueldade humana.

2. Dentro da Medicina Veterinária, você se especializou em
algum segmento?
R. No momento estou realizando uma Pós Graduação em Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais.
 
3. Onde você trabalha atualmente?
R. Estou no interior da Bahia, na cidade de Itaberaba, há pouco tempo retornei para a minha cidade natal e desde então estou tocando meus projetos, a atuando na Clínica Veterinária Só Pássaros.

4. Você teve animais de estimação em sua infância?
R. Tive sim, muitos! Gatos já cheguei a ter 14 de uma única vez, eram tantos os nomes, Nego, Negão, Branquinho, Ratinho... E por ai vai! E cachorro, na infância tive apenas uma, que foi a Susi, foi um momento muito difícil quando ela partiu!

5. Atualmente você tem animais de estimação?
R. Tenho sim, eles são maravilhosos e inclusive todos foram adotados/resgatados! Tenho o Johnny (Golden Retriever), a Bela (Canina - SRD), a Mel (Felina - SRD), a Lily  (Felina - SRD), a Mag  (Felina - SRD), o Dorito (Papagaio) e que inclusive foi da minha Tataravó, ele já tem 55 anos, temos o Marley (Canino - SRD) e a Pretinha (Canina - SRD).
 
6. O que os governos dos países ainda não fizeram e que
precisaria ser feito em relação à proteção e cuidados com os
animais?
R. Primeiramente dar a devida atenção, os animais hoje são muito importantes no seio familiar, em muitas vezes são considerados até mesmo membros da família. Mas infelizmente, há um número muito grande de animais abandonados, e por isso deveriam haver leis mais sérias. E além do mais que muitos animais na rua é preocupante também pelas zoonoses. Acredito que passando informações da maneira correta, começando pelas crianças, por exemplo, mostrar a importância do animal, que ele também tem sentimentos, que não pode maltratar, para que assim elas sejam conscientizadas desde cedo.
 
7. Como se deve cuidar de um pássaro?
R. Primeiramente, alimentação. Existem sementes e rações especiais para pássaros, procure sempre os específicos para a sua espécie de pássaro, troque a água todos os dias, pois a água parada pode gerar fungos e germes nocivos para a saúde do pássaro e a limpeza do bebedouro também deve ser diária, limpe sempre com uma escovinha todos os cantos do bebedouro e enxague bem para não restar nenhum resíduo de sabão. Os comedouros também devem ser limpos periodicamente, pois pode acumular poeira e bolor por causa do resto de ração e sementes e no caso de alimentos frescos como frutas e verduras, eles devem ser lavados assim que o alimento for retirado. Preste sempre atenção no comportamento de seu pássaro, alguns comportamentos podem ser sinais de algum desconforto ou doença, identifique, por exemplo, se a gaiola está bem posicionada, em um lugar arejado, se seu tamanho é adequado ao pássaro. E até certos sinais físicos também são indícios de problemas, como a troca de plumagem frequente e fora de época. Por isso, consulte um veterinário especialista em aves para saber das necessidades.
 
8. Quais são as doenças mais comuns em pássaros?
R. Irei citá-las, as principais:

- Salmonelose é uma doença causada pela bactéria Salmonella enterica, e o principal sintoma dessa enfermidade é a diarreia. Deve-se ressaltar que a salmonelose não é uma doença que acomete exclusivamente as aves, podendo ocorrer em bovinos, suínos, ovinos e equinos, além dos seres humanos.
 
- Parasitoses são doenças causadas pela invasão de parasitas no organismo da ave. Há parasitas internos (nematelmintos, platelmintos, protozoários, etc) e parasitas externos (ácaros, piolhos, etc), os sintomas de parasitoses são variados e dependem do tipo de parasita que se instala no hospedeiro.
 
- Hipovitaminoses, a falta de ingestão de vitaminas pode causar várias enfermidades às aves, o Raquitismo, por exemplo, é uma doença caracterizada pela deficiência de cálcio, fósforo ou vitamina D.
Outra enfermidade relacionada à deficiência de vitaminas e sais minerais (no caso vitamina E e selênio) é a diátese exsudativa. Essa doença causa edemas e hemorragia no tecido subcutâneo.
 
- Micotoxicoses são doenças causadas por micotoxinas, a principal forma de intoxicação é via ingestão de ração ou alimentos contaminados por micotoxinas.

9. Como o tutor pode auxiliar na prevenção dessas doenças?
R. Primeiramente, converse sempre com o Veterinário Especialista em Aves, e tire todas as suas dúvidas, ele é o único capaz de instrui-lo de maneira correta.
 
10. O que você gostaria de dizer para os internautas da web revista Jornal Animal que gostam tanto de serem tutores dos seus pets?
R. Que os animais são os seres mais incríveis, que é preciso respeitar, cuidar, e amar, porque eles são únicos.
 

M.V. CAMILA SOUZA BASTOS - Graduação em Medicina Veterinária pela Universidade Anhembi Morumbi, Brasil(2017), e  Especialização em andamento em Clinica Cirúrgica de Pequenos Animais. Com atuação principalmente nas áreas: Clínica Médica e Cirúrgica de Pequenos Animais.
 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal