De onde vem tudo isso? - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

De onde vem tudo isso?

Colecionador > Parte 4
Sergio Valério
 
De onde vem esse carinho que os nossos animais de estimação nos oferecem?  De onde vem este amor que não nos pede nada em troca?
De onde vem este olhar que penetra em nossos corações quando simplesmente passamos a mão na cabeça do nosso pet?
De onde vem esta paz que ele nos passa ao sentar-se aos nossos pés e ficar horas e horas, em nossa companhia? De onde vem tudo isso?
De onde vem esta sintonia que parece nos levar à reflexão de que fidelidade maior não existe? De onde vem esta poesia que se reflete na foto de um animal junto ao seu dono?
De onde vem esta luz que brilha ao redor do nosso pet quando o vemos correr ao nosso encontro? De onde vem tudo isso?
Será que um dia poderemos vir a ter um pouco desta ternura em nossos corações? Seremos capazes de eliminar as nossas vaidades, tornando nossas mentes livres de pensamentos negativos?
Será possível imaginar uma humanidade mais amiga entre si? Teremos a capacidade de nos entregarmos sem exigirmos tanto em troca, como é o nosso comum jeito de ser?
Poderemos nos ver sem a ganância, para nos tornarmos mais livres e mais simples? Conseguiremos um dia dirigir o nosso olhar com a única intenção de amar?
Seremos um dia capazes de nos contentarmos apenas com o carinho de quem nos ama? Poderemos chegar a este grau de evolução emocional e espiritual?
Será que podemos sonhar com o dia que seremos do jeito que Deus deve nos ter imaginado ao nos criar?
Esta é uma pergunta talvez sem resposta, mas que ao olhar para os nossos animais de estimação e ao vermos a mais terna expressão de amor, poderemos nos perguntar:
-Seremos um dia capazes de um amor tão puro quanto este?
 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal