Os Cães e o Comportamento - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Os Cães e o Comportamento

Seções > Comportamento
Sergio Moro fala sobre Comportamento Animal em nossa web revista Jornal Animal. Vamos conferir?

1.  Por que cães uivam?
R. O uivo é uma forma de comunicação entre os cães e lobos, na maioria das vezes se manifesta na ansiedade de separação, pelo fato do cão está se sentindo inseguro e estar querendo se comunicar com outros de sua matilha.

2. Quando o tutor leva o seu cão para passear, como controlar o cão quando ele quer correr demais?
R. Uma das maneiras é adestrá-lo desde os primeiros dias de idade. Ao contrário do que se pensa, o cão a partir dos 40 dias de idade pode e deve ser adestrado.
 
Para quem não tem condições de contratar um adestrador, hoje a K-9 Spirit possui uma gama enorme de coleira que tem o intuito de ajudar o proprietário do cão nesse sentido, é preciso apenas atentar para a personalidade do cão e comprar o produto correto. Segue a dica:
Parar cães com problema de agressividade seja para outros cães como para humanos as coleiras Cabrestos que possuem um controle maior sobre o pescoço e focinho do cão.
Para cães que não possuem agressividade o Peitoral de Treinamento, que apenas provoca um leve desconforto no peito do cão quando ele pensa em puxar.
 
 
Atenção! Não adianta comprar uma coleira dessa e continuar agindo errado com o cão, o problema não vai desaparecer se o dono não se corrigir, no site da empresa possuem vídeos explicativos de cada uma delas e recomendações.

3.   Como lidar com cães que quando encontram estranhos latem e querem “atacar” estas pessoas que eles não conhecem?
R. Parte dessa pergunta está respondida na pergunta anterior, mas vai aqui um alerta:
Quem cala consente. O Ser Humano está tratando cães como criam seus filhos, sem colocar qualquer tipo de limites, isso reforça o comportamento do cão, pois ele tem como parâmetro o comportamento do proprietário, que nessa situação em 99% dos casos é passivo e na maioria das vezes acompanhado de reforço.

4.Um cão precisa fazer caminhadas todos os dias?
R. A atividade física é essencial, tanto para o cão como para o Ser Humano.

5. Borrifar água em um cão no instante em que ele comete algo indesejado resolve?
R. Isso para mim é uma piada, vejo algumas pessoas com borrifadores de água na rua e dou muita risada.
Parto do princípio de que se você tem um problema, esse problema tem que ser resolvido e erradicado e, se o borrifador funcionar, ele perde a sua utilidade após o uso. O que eu vejo são pessoas incapacitadas para se colocarem na postura de um líder e que acreditam em Papai Noel.
No início, alguns cães até acham algo estranho e até param com o comportamento, mas pela falta de conhecimento do proprietário e de muitas pessoas que se julgam expert  no assunto o comportamento acaba voltando. Eu, particularmente não uso, pois muitos cães adoram água e isso pra ele não faz nenhum efeito.

6. O que fazer quando um cão tem a mania de “pular” em cima das visitas?
R. Como eu falei, um cão deve começar seu adestramento aos 40 dias e no caso também o proprietário receber uma orientação comportamental para evitar esse problema.
Quando o problema já existe é aconselhável chamar um ótimo comportamentalista que mostre para o proprietário em no máximo 10 minutos que o cão para de pular no comportamentalista e no proprietário durante a consulta. Eu consigo  fazer ele parar de pular em mim  em 2 minutos e quando muito em 4.
Outra coisa importante é que existem casos que o cão não pulava e passou a pular, isso normalmente ocorre devido aquela visita chata que chega na casa e fala: “Não deixa eu tenho cachorro, eu gosto”.
Para o cão não existe meio termo ou pode, ou não pode. Eu aplico aí o “quem cala consente”.

7. Cães de raças diferentes também são diferentes em seus comportamentos?
R. Não, vamos ver isso por outro lado, existem pessoas sem educação no Brasil, nos EUA, nos Países da Europa. Só existe um comportamento regrado quando se existe limites.

8. O que fazer quando se percebe que um cão está estressado?
R. Atividade física é muito bom, caminhar diariamente por 1 hora, ou colocar o cão na esteira por 1 hora. Se contratar passeador, certifique-se de que ele caminha, pois muitos vão para uma praça e ficam sentados.

9. Como estimular aquele cão que gosta só de ficar deitado, sem se movimentar?
R. Através de reforço positivo, essa é a única maneira de se fazer isso. O positivo é o único fator que perpetua um condicionamento.

10. Quando um cão “troca” de tutores, pois estes resolveram “doá-lo” para outra família, como fazer para que este cão consiga se adaptar ao novo ambiente e aos novos tutores?
R. Eu não vejo dificuldade nisso, mas muitas pessoas fazem disso um bicho de 7 cabeças, o cão necessita sobreviver e ele no prazo de no máximo 10 dias está totalmente adaptado a isso.
Se for o caso, chamem um ótimo comportamentalista e façam uma consulta, mas à princípio, não existe segredo,
Dê o básico para sobrevivência do cão, sem exageros e ele nesse período de 10 dias estará adaptado. No caso de cães oriundos de abrigo e rua, o prazo é de 15 a 20 dias.

11. O que há de novo no segmento pet, em termos de comportamento animal?
R. A K-9 Spirit através da minha pessoa está dando pelo Brasil workshop de como utilizar as coleiras técnicas da K-9. Essas coleiras têm como objetivo suprir deficiências que determinados proprietários possuem em conseguir levar seus cães para passear.

Sergio Moro atua na área Canina desde 1975. Formado no Curso de Psicologia Canina e Felina, pelo Instituto de Educação Aplicada (Barcelona) Espanha. Cursou Workshop de Psicologia Comportamental Dr.Dennis Fetkon (USA) e Workshop Suzanne Hertts (USA). Ph.D. em comportamento animal pela Colorado States University.
 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal