Amado Batista - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Amado Batista

Celebridades > A
Amado Batista
“Que todos tratem os Animais com Carinho, Amor e Prazer!”

Amado Batista, que recentemente lançou o seu 28 disco, gravou mais de 315 músicas e é, sem dúvida nenhuma, um dos artistas de maior popularidade em todo o Brasil. As canções de amor que ele canta e a forma carinhosa com que fala dos seus animais mostra a pessoa sensível que ele é. Nesta entrevista Amado fala de Norte, o seu cachorro que o acompanhou em sua infância e também de Itajara, seu querido cavalo que vive em sua fazenda.

Amado e Norte:
Ele nasceu em Catalão, no sul de Goiás. Filho de Sebastião Rodrigues da Silva e Joana Batista Rodrigues, Amado Batista tem 10 irmãos e em sua infância, teve um cachorro chamado Norte que marcou tanto para o cantor e compositor, que inspirou a composição de uma música especialmente feita para ele: “Amigo Forte”. Quando fala de seu cachorro, que acompanhou a sua família até o dia em que morreu, Amado se emociona e nos diz que “tem belas lembranças do seu cachorro Norte”.

Amado e Itajara:
O cantor e compositor hoje tem o seu querido cavalo Itajara que é o seu companheiro de passeios em sua fazenda. Amado nos conta: “Com o passar do tempo, Itajara que era preto, agora está branquinho e continua ótimo. Bonitão, Itajara também está andando muito bem!”. Amado acha que Itajara curte o fato de passear com o amigo Amado, mesmo porque “o animal sente falta de estar em atividade”. Além do Itajara, Amado tem mais de cem cavalos em sua fazenda.

O Ser Humano e os Animais:
Amado reflete e dá a sua opinião: “Eu acho que o Ser Humano tem cuidado bem dos animais, principalmente nas fazendas o pessoal tem o maior carinho, cuida bem”. Amado complementa respondendo que “cuidar bem de um animal é não exagerar em nada, não deixar que o animal faça mais do que ele pode. Por exemplo, com um cavalo, quando se termina de andar com ele, deve-se lavá-lo, dar uma alimentação adequada, ração, tratar com carinho”.

Os Caminhos até o Sucesso:
A primeira viagem de Amado foi de trem, com três meses de idade, para a cidade de Itaporanga e até os seus 14 anos, sua família morou na roça, trabalhando em troca de uma casinha para morar.
De Itaporanga, Amado foi para Goiânia, onde trabalhou como faxineiro em uma loja de camisas (onde aprendeu a pregar botões) e também como catador de papel de rua. Trabalhar em uma livraria foi o passo seguinte, até que, com muito esforço, conseguiu abrir uma loja de discos, onde começou a ter um contato mais direto com pessoas ligadas à Música.
Aliás, a Música, desde cedo, esteve presente em sua vida: Aos 6 anos aprendeu a tocar gaita e aos 8, violão. Em 1975, o seu primeiro disco era lançado pela gravadora Chororó e logo após, em seu segundo lançamento, o merecido sucesso com a música “Desisto”, em parceria com Reginaldo Sodré, que atingiu a marca de 100.000 discos vendidos.
De lá para cá, Amado só tem colecionado sucessos em sua carreira, como em 1978 com a música “Amor Perfeito”, que vendeu 1 milhão de cópias. Hoje, Amado é fielmente amado pelos seus fãs que em todos os seus lançamentos, correm às lojas para terem em suas casas, a sua Arte de compor e cantar músicas que falam dos Caminhos do Amor.

O que falta na carreira de Amado Batista?
Amado nos responde: “Eu acho que as coisas acontecem no dia a dia, até quando menos a gente espera. Eu acho que eu atingi em minha carreira o máximo que eu imaginava, a minha carreira me deu até mais do que eu sonhava. Eu estou muito feliz com a minha carreira, se terminasse hoje, eu estaria muito satisfeito!”.

Recados:

De Amado para Você, nosso(a) leitor(a):
“Que todos tratem os animais com carinho, com amor, com prazer. Quem tem animal é porque gosta e vai tratar dele com carinho e também defendê-lo, com certeza!”.

Do Jornal Animal para você, Amado:
“Que as belas lembranças do seu cachorro Norte, o seu “Amigo Forte” e os passeios com o seu querido cavalo Itajara, estejam sempre presentes em sua vida e com ela, o sucesso permaneça através da sua Arte tão amada pelos seus fãs”.

Do Jornal Animal para Você, nosso(a) Leitor(a):
“Mais um amigo dos animais esteve nesta edição de fevereiro de 2006 e esperamos que neste ano, consigamos trazer, cada vez mais, pessoas sensíveis como você que ama, respeita e defende os animais”.

Sergio Valério


 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal