Dra. Raquel Gesteira - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Dra. Raquel Gesteira

Seções > Entrevistas > Profissionais > Pág. 02
Dra. Raquel Gesteira
É sempre bom conversar com quem nos traz importantes informações para aprendermos como oferecer qualidade de vida para os nossos pets. Exatamente por isso, ficamos muito felizes em entrevistar a médica veterinária Dra. Raquel Gesteira. Vamos conferir?

01. O que a levou a estudar Medicina Veterinária?
R. Por, realmente, gostar dos animais, querer cuidar e fazer algo para ajudá-los.

02. Dentro da Medicina Veterinária, você se especializou em algum segmento?
R. Clínica Médica de Felinos.

03. Onde você trabalha atualmente?
R. Atualmente trabalho na Bicho Mania Veterinária e Estética Animal em Santo André, SP. Mas também realizo atendimento domiciliar de cães e gatos para consultas e vacinas.

04. Você teve animais de estimação em sua infância?
R. Teca – canina, fêmea, SRD e Lili – felina, fêmea, SRD.

 
05. Atualmente você tem animais de estimação?
R.  Joca - felino, SRD, castrado, 9 anos. Super carinhoso e tranquilo. Cascão – felino, SRD, castrado, 9 anos. Mais ativo que o Joca, carinhoso, porém não gosta muito que fique pegando. Mel – felina, SRD, castrada, 15 anos. Como ela já tem alguns problemas de saúde, é mais tranquila, gosta de ficar dormindo, tomando sol e adora um colo. Vida – canina, Poodle, castrada, 4 anos. Bem ativa, brincalhona, esperta e carinhosa.

6. O que os governos (municipais, estaduais e federais) ainda não fizeram e que precisaria ser feito em relação à proteção e cuidados com os animais?
R. Acredito que trabalhar mais a conscientização dos tutores, como por exemplo:
·        Campanhas de posse responsável: gatos não devem ter acesso à rua (a expectativa de vida de um gato com acesso à rua é 50% menor que a de um gato domiciliado), cães devem passear sempre de guia e coleira (o índice de atropelamento é muito grande), importância da castração, importância da completa vacinação, importância de consultas e check ups periódicos e principalmente, que o tutor avalie se terá condições financeiras, de espaço e paciência para se ter um pet. Atualmente, infelizmente, está comum o tutor casar, mudar de endereço, ficar doente, ter problemas financeiros, etc e o pet não “caber” mais na vida deste tutor.
·        Campanhas de castração mais efetivas.
·        Conscientização de que a vacina antirrábica é importante, mas não é só ela. Existem as vacinas múltiplas, a contra Giárdia, a vacina contra Dirofilariose, a contra Leishmaniose, contra Tosse dos Canis, que são tão importantes quanto a rábica. Neste caso, o profissional veterinário está totalmente habilitado para montar o esquema vacinal mais adequado para cada pet.
·        Controle/fiscalização mais rigorosos e leis mais severas contra maus tratos e canis/gatis clandestinos.

07. Qual é a sua opinião sobre a alimentação para cães e gatos? É a ideal ou rações podem contemplar a alimentação de cães e gatos?
R. Depende da rotina da família em que o pet esta inserido. Há tutores que conseguem manter seu pet em alimentação natural com acompanhamento de nutrólogo/nutricionista veterinário, mas essa não é a realidade da maioria. Existem rações secas de excelente qualidade, bem balanceadas e não vejo problema em se utilizar deste tipo de alimentação, sempre respeitando a quantidade diária indicada pelo fabricante.
O que está comum é alimentar o animal com comida humana (sobra das refeições) ou fornecer petiscos humanos (bolacha, borda de pizza, etc)... Isso tem causado muito problema de obesidade e alterações dermatológicas nos pets.

08. Dentro das suas especialidades na Clínica Médica de Felinos, poderia nos trazer orientações para uma prevenção tendo como meta a manutenção da saúde de um gato?
R. Felinos tem muito problemas renais, acho válido check up periódico que pode ser semestral ou anual dependendo da idade e condição de saúde do animal.
Orientar o tutor quanto a ração seca de boa qualidade e ração úmida, que é fundamental para essa espécie.
Realizar a escovação dos dentes diariamente para evitar formação de tártaro e escovar os pelos em dias alternados para evitar vômitos de bola de pelo. A medicina preventiva é mais eficaz, porém não é nossa cultura.

09.     Quais são as doenças que mais acometem cães e gatos? Como prevenir estas doenças?
R. Exames periódicos auxiliam na descoberta precoce de doenças, o que favorece o prognóstico e o tratamento. Atualmente, obesidade, alterações de comportamento, dermatopatias são as doenças mais comuns nos cães, em minha rotina. Já em gatos, a doença renal é a mais frequente em meus atendimentos.
Hoje, a expectativa de vida dos pets está maior, o que aponta o diagnóstico de doenças senis como as alterações cognitivas, neoplasias e artrite/artrose em cães e gatos idosos.

10. De uma forma geral, como se deve cuidar de um animal de estimação?
R. Deve-se fornecer alimentação de qualidade, manter vacinação em dia, manter ambiente saudável e seguro para o animal, controle de ecto e endoparasitas (pulgas, carrapatos, vermes intestinais), escovar os dentes diariamente, estar atento a higiene dos ouvidos, se atentar em atender as necessidades ambientais de cada espécie. Importante...não medicar seu pet sem orientação do veterinário.  

11.     O que você, como médica veterinária, gostaria de dizer para os internautas da web revista Jornal Animal que gostam tanto de ser tutores de seus pets?
R. A convivência entre tutor e pet deve ser algo saudável e agradável, para isso é importante entender a espécie e a raça de seu pet para melhor atender as necessidades dele. Isso favorece muito a convivência e evita transtornos. Além disso, mantenha seu animal em dia com vacinas e exames. Evite os acidentes, tenha um veterinário de confiança e sempre, na dúvida, o consulte.
 

Dra. Raquel Gesteira - Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Anhembi Morumbi, Pós-Graduada em Medicina Felina pela Equalis e membro da ABFEL (Academia Brasileira de Clínica de Felinos). Atualmente, atende da Bicho Mania Veterinária e Estética Animal em Santo André e faz atendimento domiciliar de felinos na região do ABC Paulista.
 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal