Andreia Machado - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Andreia Machado

Seções > Fotógrafos
ANDREIA MACHADO

O seu talento como fotógrafa tornou Andreia Machado um dos grandes nomes na fotografia brasileira.
Conheça mais sobre ela nesta entrevista para a nossa web revista pet Jornal Animal.

1. Andreia, você nasceu em que cidade e estado?
R. Nasci em Campinas, SP, mas moro em São Paulo Capital desde os 3 anos.

2. Você tem animais? Como eles são e como se chamam?
R. Tenho uma cachorrinha, a Pipoca. Ela é uma west highland white terrier, tem 1 ano e 7 meses.
A Pipoca é maravilhosa... Ela gosta muito e brincar, adora ir ao parque, correr livremente, brincar com outros cães. Mas em casa é super comportada e obediente, sabe o que é dela e o que não é. Não me dá trabalho nenhum.

3. Você se lembra de um fato interessante que aconteceu quando você fotografava um pet?
R. Cada ensaio é diferente, pois cada animal é diferente. Já fotografei animais que só ficavam pulando em mim, pedindo carinho. Outros me ignoravam completamente. Já fizeram xixi na minha mochila e "roubaram" coisas de dentro dela. Já aconteceu também de eu estar focada fotografando um cachorro e apertar um bichinho para fazer barulho e chamar a sua atenção... Só que outro cachorro que estava por perto ouviu e veio correndo, me derrubando. Essas coisas acontecem, temos que estar preparados.

4. O que os animais significam para você?
R. Eu sempre quis ter um cachorro, mas só realizei esse sonho quando saí de casa e fui morar com o meu noivo. Os animais nos ensinam a viver a vida de uma forma mais simples e feliz. Posso levar a minha cachorra no mesmo parque pela centésima vez, e ela vai correr e brincar como se fosse a primeira. Eles vivem o momento intensamente. Para mim, observar um animal é uma lição de vida.

5. Quando surgiu a ideia de fotografar pets?
R. Eu já fotografava famílias desde 2011, mas a ideia de fotografar pets surgiu quando a Pipoca chegou na minha casa. Queria registrar o crescimento dela, seu cotidiano, seus diferentes momentos: alegre, carente, relaxada... Então, comecei a estudar o assunto para conseguir fazer melhores fotos. A cada click, percebia que a expressão dela era diferente em diversas fotos e fui me apaixonando. Fotografei animais dos vizinhos, nos parques, e não parei mais.

6. O que é preciso para ser um fotógrafo de pets?
R. Além de todos os pré-requisitos para ser um fotógrafo (entender de luz, foco, composição, etc), é preciso amar muito os animais e ter muita paciência. Também acho fundamental estudar sobre a linguagem corporal dos animais, entender o seu comportamento, seu estado naquele momento (se está relaxado, ansioso, com medo) e respeitá-los. Se um cachorro tem medo de ficar em um lugar alto, por exemplo, não vou colocá-lo em cima de um banco no parque. O bem estar do animal sempre em primeiro lugar.

7. Qual animal você ainda não tem, mas que gostaria de ter, um dia?
R. Ainda quero ter um Golden Retriever e um Jack Russell. Mas moro em um apartamento e gostaria que eles tivessem mais espaço para correr e brincar. Quem sabe no futuro.

8. Andreia, conte-nos sobre os seus projetos.
R. Estou produzindo alguns conteúdos gratuitos com dicas para que as pessoas possam fotografar os seus animais sozinhas, com a câmera que tiverem em casa ou até mesmo um celular. Sei que nem todo mundo pode contratar um fotógrafo profissional, mas todos merecem ter uma linda recordação do seu animal.

9. Que mensagem você enviaria para os (as) internautas da nossa web revista pet Jornal Animal?
R. Se você tem um animal em casa, dê a ele todo o seu amor e aproveite cada momento! Passeie com ele, brinque, role na grama, se permita "ser criança", sem julgamento. Tenho certeza de que você se sentirá mais leve e feliz. E fotografe esses lindos momentos para ter de recordação daqui há 5, 10, 20 anos. :)   



 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal