Flávia Alessandra - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Flávia Alessandra

Celebridades > D- E - F
Flávia Alessandra
O Carinho entre Humanos e Animais: “Eu acho essa troca, tudo!”.

Flávia Alessandra é uma Estrela de primeira grandeza. Depois de tantos sucessos em sua carreira, está brilhando mais ainda em “Almas Gêmeas”, interpretando Cristina, uma vilã, como poucas vezes se viu na história da teledramaturgia. Ela é do signo de Gêmeos, nasceu em um 7 de Junho, em Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro. A filha de Hélio & Raquel e irmã de Helinho e Keila Raquel, além do seu grande talento como atriz, é uma pessoa extremamente simpática e nos contou, em um bate-papo descontraído, sobre o seu carinho, amor e respeito pelos animais.

Puppy, Romeu & Julieta, Mônica e Cebolinha:
Flávia sorri e nos conta sobre os seus primeiros animais: “Eu tive um cachorro que viveu 17 anos. Puppy era um pincher, foi um presente da minha avó! Ela nos deu um cachorro para que ele nos fizesse companhia enquanto fôssemos crianças e ele esteve ao nosso lado também na nossa adolescência!”. Carinhosamente ela também se lembra das tartarugas que se chamavam Romeu e Julieta e ainda dos pintinhos Mônica e Cebolinha.

Manolo:
Hoje Flávia mora em uma casa e tem como seu Pet, Manolo, e ela mesma nos diz como ele é: “O Manolo é um buldogue francês, ele fez um aninho em 17 de fevereiro, enfim, é daquela raça brincalhona, ele é super ativo, crianção e está começando a ficar mais calminho agora!”. Flávia nos conta que mesmo com a sua vida agitada, sempre encontra um tempo para brincar com ele. Quando ela chega em casa, no final do dia, ela tem mais tempo para ficar com Manolo. Flávia acrescenta: “Ele não é “meu filho”, ele é “meu neto”... A “mãe dele” é a minha filha, a Giulia”. Ela nos conta: “Minha filha é louca pelo Manolo, trata de passear com ele, brincam muito juntos, de “corre-corre”, aliás, não tem ninguém que consiga pegá-lo! Manolo também adora uma água, eles tomam banho de mangueira, ele se joga na piscina. Flávia complementa, sorrindo: ‘É um “perigo” o Manolo!”.

O que é cuidar bem de um Animal?
“Eu acho que é estar lado a lado mesmo, estar brincando, não isolar, até deixar de fazer algumas brincadeiras porque ele vai querer participar! Aquelas brincadeiras de casinha, por exemplo, não é à todo momento que dá pra gente brincar porque algumas horas ele quer estar junto, então é abrir mão de algumas brincadeiras, para ele estar junto”. Flávia continua nos falando de Manolo: “Ele já tem a alma infantil e ele ainda é bebê! A gente passeia com ele no condomínio, é a alegria dele! A gente dá banho no Manolo, seca, cata as pulguinhas dele, quando tem. Acho que é isso, estar junto, educá-lo, saber dizer não também, evitar a comida que a gente sabe que vai fazer mal. Para não ficar só na ração, quando a gente quer dar um agrado para ele, nós damos algumas frutas. Manolo além de adorar uva e cenoura”.

Humanos e Animais podem ser Almas Gêmeas?
A novela “Almas Gêmeas” mostra, entre outros enfoques, o encontro de pessoas que se sentem “almas gêmeas” e por isso quisemos saber se Flávia acredita na possibilidade de, por exemplo, um cachorro e um ser humano, serem também almas gêmeas, no sentido de afetividade, de carinho um para com o outro. Ela nos respondeu: “Eu acredito! É um ser e quanto mais a gente vai conhecendo, mais a gente entende a linguagem. A Giulia, minha filha, fala: “Ah! Mãe, eu nunca vi, como o Manolo é inteligente!” Flávia complementa: “É uma característica dessa raça, não latir, eles não latem, só latem quando querem chamar a atenção realmente, quando um brinquedo cai em um lugar que ele não alcança, aí ele late, quando a gente está estudando, trabalhando e ele quer que a gente brinque com ele, ele late, como se quisesse dizer: “Hei! Olhem pra mim!”. É uma eterna comunicação, acho que tem alma ali sim, acho que tem esse enlace!”.

O que falta para a Flávia Alessandra realizar?
“Muita coisa! Eu estou mal começando ainda! Eu quero, quando acabar a novela, conseguir conciliar teatro, que é algo que estou afastada há 10 anos, que eu não consigo pegar, tirando essas apresentações mais rápidas que a gente tem, eu não tenho conseguido estar em cartaz com uma peça! Eu ainda tenho um caminho enorme para trilhar aí pela frente, com vários personagens que ainda não explorei, o lado da comédia até que ainda não consegui fazer, musical, tem muita coisa para fazer!”.

Recados:

De Flávia Alessandra pra Você, nosso(a) Leitor(a):
“Eu acho que é esse carinho mesmo que a gente passa e é fundamental a gente tentar passar para as outras pessoas, conscientizar que é uma vidinha que está ali. Quem puder ter e passar o carinho, o animal é um grande companheiro que sabe reconhecer o nosso carinho. Eu acho essa troca, tudo!”.

Do Jornal Animal para você, Flávia:
Quando nos despedimos de Flávia, agradecemos a sua super atenção e o seu carinho conosco, e desejamos um sucesso cada vez maior em sua carreira, ela nos respondeu: “Obrigada! Um beijo grande! Fique com Deus!”. Flávia, tenha certeza que Deus também está presente em todos os momentos da sua vida, afinal de contas, você é uma pessoa muito especial, daquelas que Deus escolheu para transmitir sensibilidade, amor e carinho para todos! Um forte abraço, Flávia!”.

Do Jornal Animal para Você, nosso(a) Leitor(a):
O tempo vai passando e eu confesso, que todos nós do Jornal Animal, nos sentimos fazendo parte da sua vida, do seu dia a dia, afinal de contas, você nos leva em seu carro, nos deixa entrar em sua casa e nos faz parceiros neste caminho que é o de nossas vidas. Muito obrigado pela leitura de todos os nossos pontos e vírgulas. Até a próxima, se Deus quiser!

Sergio Valério

 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal