Ed Motta - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Ed Motta

Celebridades > D- E - F
Ed Motta:
“Quando eu me "aposentar" vou morar numa casa cheia de cachorros!”.

Ed Motta é cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador e produtor. Em todas estas diversas atividades dentro da Música, fica evidente o seu grande talento, pois o seu trabalho é sempre aplaudidíssimo. Nesta entrevista, Ed Motta nos fala de seus peixes e dos planos de “quando se aposentar” morar numa casa cheia de cachorros.

Ed Motta e sua família:
Ele nos conta: “Eu nasci no Rio de Janeiro no bairro da Tijuca, filho de Luzia e Antonio Carlos e irmão da Regina”. Para quem gostaria de saber qual a fonte para a inspiração de tanta musicalidade, Ed nos diz: “Casado há 18 anos com a Edna, minha inspiração pra tudo!”.

Seus Peixes:
Ed Motta nos fala de sua infância: “Eu tive cinco aquários, lia compulsivamente sobre o assunto. Todos de água doce,um exclusivo para a espécie Guppy. Fazia a limpeza com meu pai, era um trabalhão...”. Com a sua vida artística extremamente agitada, Ed Motta nos diz que hoje não tem tido mais tempo para ter seus peixes: “Hoje não mais, minha vida atribulada não permite isso, nunca deixaria para ninguém cuidar então é melhor não ter”.

Boas lembranças:
Ele nos conta que o que acontecia quando ele se aproximava de seus aquários: “Parece loucura, mas eu achava que meus peixes me conheciam, principalmente o "japonês", aqueles gordinhos vermelhos ou pretos, que pegam muita terra do fundo do aquário são agitados, mas parecem ter uma emoção diferente”. Ed Motta nos diz a sua opinião sobre o que significa para a criança, ter um animal: “Acho bom sim, quando criança esses aquários me revelavam muita coisa, era muito mais mágico do que a televisão pra mim”.

Uma casa cheia de cachorros:
Ed Motta complementa quando perguntamos se os animais podem ser grandes amigos do ser humano: “Vice Versa, quando eu me "aposentar" vou morar numa casa cheia de cachorros, que eu sempre gostei desde criança, mas acho maldade criar num apartamento”. Sobre os animais que ainda gostaria de ter, ele nos diz: “Como falei o cachorro, e um aquário de água salgada”.

O Ser humano e os Animais:
Quisemos saber se, em sua opinião, o ser humano tem tratado bem dos animais: “De forma geral, infelizmente não, já que a maioria consome animais... Eu mesmo não sou exemplo, acho uma atrocidade, um desvio de caráter humano comer um animal, mas a cultura do planeta criou isso. Eu como, mas acho errado...”.

Qualidade de Vida para os Animais:
O que é cuidar de um animal? Fizemos esta pergunta para Ed Motta e também quisemos saber o que se deve fazer para oferecer uma boa qualidade de vida para um animal. Ele nos respondeu: “Quando eu tive essa responsabilidade era muito garoto então ela caía muito sobre meu pai. Acho que o básico, boa alimentação e uma boa pesquisa sobre o animal”.

Recados:

De Ed Motta para Você, Leitor(a):
Ed não pensa duas vezes e deixa o seu recado: “Vamos tentar comer menos ou não comer os animais!”

Do Jornal Animal para Ed Motta:
Um forte abraço, Ed! Ficamos muito felizes em tê-lo aqui em nosso Jornal Animal! Desejamos cada vez mais sucesso em sua brilhante carreira e parabéns pelo respeito que demonstra pelos animais!

Do Jornal Animal para Você, Leitor(a):
Já estamos em pleno 2009, sempre buscando entrevistas com pessoas muito sensíveis como o Ed Motta que como você, respeitam e tem o maior carinho pelos animais! É a missão que temos grande prazer em realizar, querido(a) leitor(a)!

Sergio Valério


 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal