Eles também são nossos pets! - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Eles também são nossos pets!

Seções > Roedores
Roedores! Vamos saber mais sobre eles?
O Jornal Animal foi buscar quem sabe tudo sobre roedores para que você pudesse assim, oferecer mais qualidade de vida para eles que, é claro, também são nossos amigos muito especiais.
Acompanhe com a gente a entrevista que fizemos com o médico veterinário Dr. Marcel Ricardo Muzeti: 

1. Dr. Marcel Ricardo Muzeti, quais são os roedores que mais se adaptam a serem pets?
R: Dificilmente alguém vai adquirir um roedor selvagem como pet. Encontra-se facilmente, nossos queridos pequenos amigos, a venda em qualquer pet shop. Dentre eles, os mais comuns que atendemos aqui na Selvaggio, estão o porquinho da Índia (Cavia sp.), hamster sírio (Mesocricetus auratus) e o russo anão (P. campbelli), Chinchila (C. lanigera), Gerbil (M. unguiculatus), camundongo ( M. musculus) e mercol (R. norvergicus). Todos se adaptam bem, uma vez que é conhecida a natureza do animal em questão.
2. Qual é o tempo de vida, de uma forma geral, para os roedores?
R: Em sua maioria são animais de vida curta, 3 anos em média para camundongos, hamsters e mercols, 5 anos para os porquinhos da Índia (PDI) e de 8-10 anos paras as chinchilas, com exceções, já tive pacientes chinchilas de 15 anos.

3. A reprodução acontece de uma forma padrão para os roedores ou cada roedor possui uma particularidade, inclusive quanto à quantidade de filhotes que nascem?
R: Os roedores tem por natureza uma gestação curta variando entre as espécies. A gestação pode durar 19 dias até 115 dias, de acordo com a espécie. São muito férteis e se reproduzem facilmente em cativeiro em um curto período de tempo.


4. Existe uma alimentação específica para cada roedor?
R: Já é possível encontrar rações super premium específicas para PDIs, Chinchilas e hamster. Usualmente alimenta-se com rações para roedores em geral, é importante sempre buscar rações extrusadas e nunca se deve comprar rações a granel.

5. Dr. Marcel Ricardo Muzeti, quais são as doenças que mais acometem os roedores?
R: Uma gama alta de doenças acometem os roedores assim como cães e gatos. Aqui na clínica Selvaggio, atendemos muitos roedores com neoplasias, infelizmente a maioria de caráter maligno, sendo assim submetidos a cirurgias para retirada de massas. Sempre necessário se atentar a saúde dos dentes. Os PDIs necessitam suplementação de vitamina C, chinchilas sofrem muito com calor. Como já dito anteriormente, são muitas espécies para classificar, é difícil tentar escolher doenças que mais acomete uma ordem inteira (rodentia).


6. Para roedores são necessárias vacinas?
R: Nós da clínica Selvaggio não vacinamos nenhum roedor. Desconheço qualquer vacina específica para roedores.

7. Quanto ao banho, como devem ser estes cuidados para os roedores?
R: São animais, que assim como gatos, fazem a auto-limpeza. Não recomenda-se banhos, mas alguns proprietários gostam muito de limpar seus pequenos companheiros, orienta-se então a tomar muito cuidado principalmente com a face (canais auditivos, olhos etc). Muitos de nossos clientes usam lenços umedecidos para limpeza.

8. Gaiolas são os espaços adequados para que fiquem os roedores ou existem alguns roedores que podem ficar soltos?
R: Mais uma vez, depende da necessidade da espécie. Logicamente um camundongo ou topolino, não necessita do mesmo espaço que um PDI ou uma Chinchila. É importante enriquecer o ambiente para que a espécie tenha o mínimo de bem estar animal.
9. Como é a interatividade dos roedores com os humanos? Quais são os roedores que mais interagem com os humanos?
R: Todos roedores PETs interagem em algum nível com ser humano, eu particularmente gosto dos Mercois, são inteligentíssimos, carinhosos, companheiros e amáveis, mas lembrando que essa é apenas minha opinião, tenho clientes apaixonado por seus PDIs como eu sou por mercois. A interatividade vai depender muito mais do proprietário do que do animal.
10. Roedores também podem ser trabalhados em termos do seu comportamento?
R: Podem sim ser treinados, assim como os cães principalmente, com técnica de clicker e reforço positivo. Há vários animais treinados usados em filmes e comerciais de TV, geralmente mercol.

11. Quais são os cuidados básicos que se deve ter com roedores?
R: Os mesmo que de um cão ou gato. Alimentação correta, água limpa, ambiente limpo, acompanhamento veterinário, enriquecimento ambiental.


Dr. Marcel Ricardo Muzeti (CRMV-SP 27.882) é médico veterinário formado pela UniFMU e pós graduado em clínica médica e cirúrgica de animais silvestres e exóticos pela Qualittas. Dr. Marcel é proprietário da Selvaggio Clínica Veterinária e parceiro do Hospital Veterinário Cães e Gatos 24h.


 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal