O Bem e o Mal - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

O Bem e o Mal

Colecionador > Parte 4
Sergio Valério
 
O Bem anda às voltas com a difícil tarefa de vencer o Mal, quer seja nas cidades, nos campos, nos ares e nos mares, como também nas telas da televisão, onde filmes e programas sem ética sugerem cada vez mais a violência para as crianças e para os jovens.
As manchetes dos jornais não deixam dúvidas. O ser humano está, cada vez mais, sujeito às barbáries daqueles que não tem nenhum sentimento.
Para os animais, a vida também não tem se mostrado fácil, enquanto alguns recebem todo o carinho e atenção merecidos, outros sofrem com o descaso e com a ganância que, em muitas vezes, domina o ser humano. São animais e animais que se transformam em casacos, outros servem como experiências que, defendendo a idéia de serem necessárias, mutilam seres que também têm direito à Vida.
O Mal está querendo e tentando vencer e nós precisamos conduzir as nossas mentes no sentido de não deixar que isso aconteça.
É preciso que cuidemos de nossas crianças para que elas aprendam a amar os animais e a si mesmas para que se tornem dignas do título de seres humanos. É preciso despertar dentro de nós o sentimento de Noé para salvar não só a nossa própria espécie, mas também todas as espécies do mundo.
Como seria possível esta missão? São muitas as alternativas, uma delas seria nos informarmos sobre as empresas que realizam testes com animais, porque estas mesmas empresas poderão vir a fazer testes também em nossas crianças, se isso lhes trouxer mais lucro.
Necessitamos principalmente oferecer mais opções do Bem para que as pessoas possam optar por este caminho, pois se o Mal se oferecer em 9 entre 10 atalhos, o risco de que ele seja escolhido é muito grande e para se ter a noção de que esta afirmação não está exagerada, experimente ligar a sua telinha e conte quantas imagens de violência encontrará em cada canal e quantas cenas do Bem estão presentes.
A televisão, os jornais, as revistas, as rádios apenas retratam o que vêem e por isso é importante, rever os nossos próprios atos para que eles venham a refletir mais carinho, mais paz, mais amor nos espelhos que mostram como é a nossa sociedade.
Precisamos refazer a nossa Sociedade para fazê-la do Bem. Os Animais, a Natureza, os Humanos que ainda irão nascer ficarão agradecidos para sempre se conseguirmos, pelo menos, mover uma palha em direção a um Mundo Melhor, mesmo porque o Vento espalhará a palha e ela se multiplicará em partículas do Bem que poderão, um dia, refazer os nossos caminhos em direção à Paz.
 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal