Um Novo Ano - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Um Novo Ano

Colecionador > Parte 3
Sergio Valério
 
Mariana abriu as portas do seu guarda-roupa e sorriu, percebendo que estava na hora de mudar tudo. As saias, os jeans, as blusas, nada combinava mais com ela, pois faziam parte do passado, quer dizer, do ano passado.
Mariana disse para si mesma: “Este Ano Novo seria diferente!” O seu trabalho não mais a interessava e ela iria procurar algo que lhe desse mais satisfação pessoal.
Mariana pegou a sua bolsa, que por sinal merecia urgentemente ser trocada, abriu a porta de casa e foi até o carro, também já ultrapassado.
O portão da garagem foi acionado depois de muitos toques no controle que precisava de pilhas novas e as ruas foram passando pelos olhos de Mariana.
De repente, surgiu do nada um cãozinho no meio do asfalto! Ela tentou o freio, mas não houve espaço e nem tempo suficiente. O impacto levou o animal para longe...
Ela parou o carro e, desesperadamente, foi ao encontro do cão que permanecia inerte. Mariana não pensou duas vezes, apanhou com os seus braços o animal e o levou até o banco traseiro do seu carro. Algumas quadras depois, ela sentada no banco da Clínica Veterinária, aguardava notícias.
Uma hora depois, a porta se abriu e o sorriso da doutora lhe trouxe alívio. O cãozinho estava fora de perigo.
Depois de um breve período de internação, Mariana pode levar o seu novo amigo para casa. Durante o trajeto, as ruas passavam pelos seus olhos e lhe pareciam muito diferentes. Tudo parecia novo.
As roupas, o carro, o trabalho, talvez nada precisasse ser mudado, pois o mais importante, na verdade, era a sua mudança interior. O fato de ter encontrado Toby (o nome que recebeu o cãozinho) em circunstâncias tão especiais, provocou em Mariana, uma verdadeira revolução em seus conceitos de vida.
É assim mesmo. Ás vezes, é necessário algo até traumático, para nos devolver a visão do que realmente precisamos de um Ano Novo. 
 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal