Fagner - Jornal Animal

Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Fagner

Celebridades > D- E - F
Fagner:
“Cuidar dos animais como se estivesse cuidando de si mesmo”.

No dia 13 de outubro de 1949 nasceu Raimundo Fagner Cândido Lopes, filho de José Fares e Francisca Cândido. Fagner é cantor, produtor, ator e gravou grandes sucessos como Mucuripe (uma parceria com Belchior, gravada também por Elis Regina), Manera Frufru Manera (Fagner e Ricardo Bezerra), Revelação (Clodô e Clésio), Dona da Minha Cabeça (Geraldo Azevedo e Fausto Nilo), Deslizes (Michael Sullivan e Paulo Massadas) e Pedras Que Cantam (Dominguinhos e Fausto Nilo), para citar apenas algumas das inúmeras músicas que todo o Brasil conhece. Nesta entrevista ele nos fala de seus animais e demonstra todo o seu carinho e respeito para com eles.

Os seus animais:
Fagner nos conta: “Eu tenho animais até hoje. Na casa da praia eu tenho quatro cachorros, lá em Orós eu tenho um, na minha casa em Fortaleza eu tenho um cachorrinho, uma gatinha... Eu adoro animal!”. Quisemos saber se Fagner se lembrava dos nomes de seus animais e ele não pensou duas vezes: “Eu me lembro! O pai de todos era o Negão, que já morreu. A Marlina, que também morreu. Hoje tenho o Popó, a Gatita, a Kiki, a Mel, tenho também a Branquinha, que é uma gatinha, tenho o Toizinho, que é um cachorrinho pequenininho que fica em Fortaleza, a Pitica que fica lá em Orós, sei o nome de todos!”.

O que é cuidar bem de um animal:
Fagner nos diz o que pensa: “Para quem não está muito constante, eu que viajo muito, por exemplo, cuidar bem primeiro é ter uma pessoa muito especial, que goste muito do animal, que dê muito carinho, que dê toda a proteção. Quando se pode estar por perto, é cuidar mesmo, é curtir demais, é estar muito próximo. O animal é a cara do dono, então a gente tem que ter esse carinho todo que é para o animal poder passar isso para as outras pessoas”.

Como são os seus animais:
Fagner nos dá mais detalhes: “Aqui na casa da praia, eles são uma mistura de doberman com weimaraner, lá em Orós os meus cachorros são dóceis demais, muito carinhosos, são fantásticos. A tranqüilidade deles impressiona, eles adoram música! Quando eu chego em casa, eu coloco som, todos eles se deitam na sala, é uma maravilha!”.

O Ser Humano tem tratado bem os animais?
Fagner responde: “Tanto tem quem trate bem, como quem trata mal, as pessoas que abandonam, a gente tem visto matérias bem recentes na televisão, muito abandono de animal, principalmente de pitbull, tem muita gente tratando mal, mas também tem muita gente que gosta. Essa desigualdade sempre vai existir”.

Os passeios com os seus animais:
Fagner nos conta: “Ontem mesmo eu fui até o calçadão da praia com os meus cachorros, eu tenho muito pouco tempo, mas o caseiro tem essa tarefa, pois eles precisam e são muito bem cuidados, é uma obrigação de quem tem animal passear com eles”.

Os projetos:
Fagner possui uma Fundação e tem também uma parceria com o governo de Minas Gerais, ensinando música para crianças.

Recados:

De Fagner para você, nosso(a) leitor(a):
“Cuide muito bem, pois o animal é um ser maravilhoso, que protege a gente, que nos dá carinho, a pessoa tem que cuidar muito bem como se estivesse cuidando de si mesmo”.

Do Jornal Animal para Fagner:
Um forte abraço, Fagner! Obrigado pelo carinho para com os leitores do nosso Jornal Animal, parabéns pelo seu talento na arte e pela sensibilidade demonstrada no respeito e amor para com os seus animais!

Do Jornal Animal para você, leitor(a):
Estamos iniciando mais um ano e o nosso desejo é que você tenha um 2008 de muita paz e pleno de luz! Muito obrigado pelo carinho e atenção ao nos acompanhar já ao longo destes anos onde caminhamos e entrevistamos juntos pessoas muito sensíveis que, como você, amam os animais.

Sergio Valério


 
Busca
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal